Track artwork

Trilha Sonora - Bon Vivant (prod D'Bass)

BonVivant_SP on July 26, 2013 21:39

Rap

Stats for this track

This Week Total
Plays 16 2445
Comments 20
Favoritings 1 31
Downloads 100

Uploaded by

  • Report copyright infringement

    In 3 Sets

    More tracks by BonVivant_SP

    Sem Volta - Bon Vivant part. Vitor Veni

    Luzes Laranjas - Bon Vivant

    3 Copos - Billie Joe, Bon Vivant & Caiçara

    Vampiros - Bon Vivant part. KMK

    Não Posso Mudar - Bon Vivant [prod. Deimonion]

    View all

    "Trilha Sonora"
    Composição/Interpretação: Luã Mantovani Amat aka Bon Vivant
    Produção.: Diego Bastos Abreu aka D'Bass
    Gravação e finalização.: Léo Cunha - Casa 1 Produtora
    #1VIDA

    Letra:

    "Chamo de passado tudo que ficou e um dia,
    Me fez mal, tudo que passou pela minha vida,
    Trago comigo só lembranças e esperanças,
    Fatos que marcaram, até coisas que eu nem devia,

    To no meu corre mas nunca passei por cima,
    De ninguém, e assim vou compondo minha trilha,
    A mudança traz desconfiança,
    Mas tem gente que reflete e tem gente que brilha

    Me arrependo do que não fiz, do que não quis,
    Vi a morte na minha cara, por um triz,
    As vadias atuando tipo atriz,
    Mantenho a cabeça erguida olhando acima só do meu nariz,

    Os minutos tão voando tipo um dirigível,
    Tipo Cebolinha, cada plano é infalível,
    Mas todos dão errado,
    A frustração é uma sensação indescritível,

    Orgulho fica de lado, e o ego pra trás,
    Andando sempre camuflado, a guerra a gente que faz,
    A gente tem o suficiente, sempre querendo mais,
    Então me diz, o equilibrio ainda é capaz?
    Dentre a razão e emoção
    Querer o sim, precisar do não,
    Louco ou são, tudo é canção,
    Entender que estamos sozinhos, e lidar com a solidão,
    O que c é o que ce faz, sem obrigação,
    Ficar de pe, quando cai, é evolução,
    Como ser, como são, me gera comoção,
    Não vou ser, como são, monte de bundão,
    A vida é curta então me entrego a cada sensação,
    Voando tudo, o tempo todo, tipo um furacão,
    Crio um conceito, jeito, uma opinião,
    Objetivo do outro lado, Grand Cannyon é o vão
    Enquanto eu sonho, durmo, tiro meus pés do chão,

    E por de volta é zuado,
    Dias frios, ainda é cedo, eu cansado
    Os anos tem passado,
    Amigos vem, vão, poucos guardados, muitos lembrados, quadros pintados

    A luz da lua entra na janela do meu quarto
    Eles roubando sentimentos que nem um assalto,
    Parece até brincadeira, mas não,
    Essa porra é séria, te afoga na banheira,

    Olha só como eu te trato, um espelho, fato
    Dor no coração que eu senti tipo infarto,
    Muita mentira, é por isso eu to farto,
    Pensando sempre no próximo ato,

    Honrando sempre cada pacto,
    A vida trouxe mais espinhos do que um cacto,
    Fez um filme de amor, com final trágico,
    Algo que era rotina, ser esporádico,
    O que era sério, virou sarcástico,
    Fez o que era orgânico ser plástico
    Então eu sou jurássico,
    Vivo no mundo da lua eu sou lunático,

    Prático, é escolher pelos atalhos,
    Escultor de verso, aproveito os retalhos,
    Um vampiro, esconde esse alho,
    Flow baleia, beat profundo, eu não encalho, (não)

    Fica atento a cada punchline,
    To surfando nas levadas, tipo Pipeline,
    Acelero nas suas curvas tipo um Skyline,
    Vou matando em cada flow tipo Tech Nine,

    Saiba que o mundo é pouco,
    Daqui de cima vejo tudo,te pago e dou o troco
    To segurando cada murro, e cada soco,
    Minha vida é um coqueiro, cada som é um coco...

    Hahahahahahahaahah....."

    #1VIDA

    20 Comments

    20 timed comments and 0 regular comments

    Add a new comment

    You need to be logged in to post a comment. If you're already a member, please or sign up for a free account.

    Share to WordPress.com

    If you are using self-hosted WordPress, please use our standard embed code or install the plugin to use shortcodes.
    Add a comment 0 comments at 0.00
      Click to enter a
      comment at
      0.00